A compreensão da obesidade pela sociedade


Dr. Guilherme Antoniette - Clínica Endonette

As pessoas são frias e cruéis quando se fala em diferenças e, mais ainda quando se trata de bio tipo. Muitos ainda pensam que as modelos de revistas e passarelas têm um corpo ideal. Outro exemplo é que, nos anos 70, no programa de humor o “Gordo e o Magro”, o gordo era sempre o atrapalhado e engraçado, diferentemente do amigo dele.

Infelizmente, ainda hoje, quando vemos alguém com obesidade pensamos, por exemplo, se determinada cadeira vai suportar o peso, se a pessoa vai caber nas roupas, como ela faz para tomar banho, que ela provavelmente come muito e de forma errada, entre outras coisas. Isso está no subconsciente. Porém, aos poucos, essa imagem está mudando já que novas informações vão surgindo. Hoje, é possível compreender que a obesidade é uma doença. Não tem nada de mais, são pessoas como nós e que somente estão acima do peso. No mundo da moda, muitos já fogem do estereótipo da “magreza”. Pessoas com peso e medidas normais já estão sendo capa de revista e participando de campanhas publicitárias famosas, o que está sendo algo positivo na grande mídia e não mais a magreza extrema, que traz complicações à saúde. É preciso compreender que estereótipos não são necessários na vida das pessoas. Elas são muito mais do que podemos ver e, todos têm uma história por trás de um corpo. Que tal tentar ouvir mais e julgar menos?

Dr. Guilherme Antoniette

CRM/SP: 79.160 – RQE n° 40.632

#Obesidade

Plasma de Argônio
Balão Intragástrico em Santos
NOS SIGA
POSTS EM DESTAQUE
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
Nenhum tag.
ARQUIVOS